Consumidor de energia Grupo B: como identificar e entender este grupo tarifário

Com a abertura do Mercado Livre de Energia para consumidores de média e alta tensão, estima-se que o número de migrações cresça cerca de 46% em 2024.

Consumidor de energia Grupo B: como identificar e entender este grupo tarifário

Com a abertura do Mercado Livre de Energia para consumidores de média e alta tensão, estima-se que o número de migrações cresça cerca de 46% em 2024.

O consumidor de energia Grupo B é caracterizado por unidades consumidoras atendidas em tensão inferior a 2,3 kV, em geral, com tarifa monômia.

No setor elétrico brasileiro, os grupos tarifários de energia classificam as Unidades Consumidoras (UCs) de forma fixa. Atualmente, há dois grandes grupos tarifários: o Grupo A e o Grupo B.

Conhecer e diferenciar esses grupos é fundamental para entender como a energia é cobrada e distribuída, permitindo a escolha da modalidade tarifária mais adequada para cada perfil de usuário.

No conteúdo a seguir, você aprenderá como identificar se você é classificado como consumidor de energia Grupo B.

Aproveite a leitura!

O que é consumidor do Grupo B?

O consumidor do Grupo B é aquele atendido em baixa tensão (inferior a 2,3 kV) e, geralmente, com tarifa monômia. 

Na tarifa monômia, a cobrança é baseada exclusivamente no consumo de energia elétrica ativa, sem considerar a demanda de potência separadamente. Já a tarifa binômia, separa a cobrança pela demanda contratada e pelo consumo de energia elétrica.

Alguns exemplos de consumidores do Grupo B de energia são residências, comércios e indústrias de pequeno porte.

Como funciona Grupo B de energia?

No Grupo B de energia, os consumidores estão sujeitos às seguintes regras:

  • Os consumidores de baixa tensão não podem escolher o seu fornecedor de energia, diferentemente dos consumidores do Grupo A (elegíveis ao Mercado Livre de Energia). Isso ocorre porque eles são atendidos exclusivamente pelas distribuidoras locais, ao contrário dos consumidores do Grupo A, que podem optar pelo Mercado Livre de Energia;
  • Os consumidores do Grupo B não precisam contratar uma demanda específica. Em vez disso, pagam pelos custos de disponibilidade, que são valores mínimos cobrados para garantir a prestação contínua do serviço de fornecimento de energia elétrica.
  • Não pagam pela energia reativa – aquela que circula continuamente entre os componentes de um sistema elétrico, sem produzir trabalho;
  • Podem optar pela Tarifa Branca, que oferece diferentes valores para o consumo de energia em horários distintos do dia.

Como saber se é consumidor do Grupo A ou B?

Cada distribuidora de energia tem uma formatação das informações apresentadas na fatura, então, caso você não seja atendido pela Enel, procure pela Classificação da Unidade Consumidora juntamente à sua companhia de energia, para descobrir se você pertence ao Grupo B de energia ou o A.

Clientes da Enel Distribuidora

Se você for cliente Enel, saiba que é possível saber se você é um consumidor de energia Grupo B ou A através da sua própria conta de energia. Para isso, basta ter em mãos a fatura mais recente e procurar pelo campo de Classificação da Unidade Consumidora, conforme ilustrado na imagem abaixo pelo número 2.

Se nele estiver sinalizado B1, B2, B3 ou B4, você é um consumidor de energia Grupo B, isso é, uma unidade consumidora em baixa tensão. Caso o campo contenha a letra A, você se enquadra como consumidor de alta tensão e está apto a migrar para o Mercado Livre de Energia.

Com a abertura do Mercado Livre de Energia para consumidores de média e alta tensão, estima-se que o número de migrações cresça cerca de 46% em 2024.

Classificação dos grupos tarifários de energia

A Resolução Normativa n.º 414/2010, que trata das condições gerais de fornecimento de energia elétrica, determina os critérios para uma unidade consumidora ser classificada como Grupo A ou Grupo B, sendo eles: 

Grupo B:

  • Unidades consumidoras atendidas em tensão inferior a 2,3 kV;
  • Geralmente, são unidades com carga instalada igual ou inferior a 75 kW;
  • Normalmente atendidas por redes aéreas de baixa tensão.

Grupo A:

  • Unidades consumidoras atendidas em tensão igual ou superior a 2,3 kV;
  • Inclui consumidores com carga instalada superior a 75 kW, que devem contratar uma demanda mínima de 30 kW;
  • Pode ser atendido por rede aérea ou subterrânea, sendo a rede subterrânea comum para grandes consumidores.
Com a abertura do Mercado Livre de Energia para consumidores de média e alta tensão, estima-se que o número de migrações cresça cerca de 46% em 2024.

Consumidor de energia Grupo B: conheça as subdivisões

O consumidor de energia Grupo B pode ser categorizado em B1, B2, B3 e B4. Cada uma dessas classes corresponde a um consumo específico. São elas:

  • B1 = usufrui dos insumos em residências;
  • B2 = usufrui dos insumos em zonas rurais;
  • B3 = usufrui dos insumos em situações diferentes das descritas nos subgrupos B1, B2 e B4; 
  • B4 = usufrui dos insumos para fins de iluminação pública.

Os consumidores de baixa tensão podem migrar para o Mercado Livre de Energia?

Até dezembro de 2023, apenas consumidores com consumo igual ou superior a 500 kW podiam estar no Mercado Livre de Energia. Com a abertura do mercado, consumidores de média e alta tensão passaram a ser aptos a migrar para o Ambiente de Contratação Livre, excluindo os consumidores de baixa tensão.

No entanto, há uma exceção para alguns consumidores do Grupo B de energia. Aqueles que possuem um consumo mínimo necessário podem solicitar à distribuidora local a substituição do seu quadro de distribuição para alta tensão.

Caso seu estabelecimento não se enquadre nessa exceção, saiba que, com os avanços do setor energético no Brasil, espera-se que o Ambiente de Contratação Livre esteja disponível tanto para consumidores do Grupo A quanto do Grupo B a partir do início de 2028.

Quero mudar do Grupo B para o Grupo A, como proceder?

Se você se enquadra nos requisitos para alteração do grupo tarifário B para A, saiba que pode realizar a solicitação da nova ligação por meio da sua própria distribuidora de energia.

Caso seja cliente Enel residente nos estados de SP, RJ e CE, o serviço está disponível através dos canais de atendimento ou da agência virtual.

Para conferir mais detalhes sobre a nova ligação, clique aqui ou fale com um de nossos especialistas.

No Mercado Livre de Energia, você aproveita o que há de melhor no mercado energético!

Não perca a oportunidade de ter mais liberdade, flexibilidade e economia na hora de pagar pela energia utilizada na sua empresa.

Conteúdos para Mercado Livre de Energia

Vantagens em ter uma comercializadora de energia com geração própria
Expansão do uso de fontes de energia renováveis no Brasil
Consumidor de energia Grupo B: como identificar e entender este grupo tarifário