Itaú e Enel Brasil fecham parceria sustentável

O contrato irá abastecer 80% das unidades do banco com energia renovável.

Itaú e Enel Brasil fecham parceria sustentável

O contrato irá abastecer 80% das unidades do banco com energia renovável.

O Itaú Unibanco e a Enel Brasil firmaram um contrato, por meio da Enel X e da Enel Trading, para abastecer 80% das unidades do banco com energia renovável. Ele prevê o desenvolvimento e a construção de 46 usinas de geração fotovoltaica com capacidade instalada total de 54,7 MWp. Juntas, elas irão atender 1.557 agências do Itaú em 14 estados do Brasil. Além disso, o acordo também contempla a compra de energia para outras 564 agências no mercado livre, com quase 1 terawatt hora (TWh) de energia comercializada.

O contrato de geração solar distribuída com o Itaú é o maior da Enel X no mundo e reforça a nossa estratégia de atuarmos como facilitadores no processo de transição energética nos países em que atuamos, fomentando o uso de energia verde, eficiente e segura entre os nossos clientes e parceiros comerciais.

Essa é mais uma iniciativa do Itaú em prol do compromisso de se tornar carbono zero até 2050.

O acordo, que tem prazo de 10 anos, com possibilidade de prorrogação, inclui ainda a implementação de um sistema, que permitirá acompanhar o consumo de energia e água nas instalações do Itaú e que digitalizará a gestão de contas de serviço da empresa.

Nicola Cotugno, presidente da Enel Brasil, explica que a eletrificação apoiada na descarbonização é o caminho a ser trilhado no país e em todo o mundo e ressalta que o setor elétrico tem papel fundamental nessa estratégia:

“O acordo com o Itaú demonstra o compromisso de dois grandes players em direção à meta de zerar as emissões de carbono. Nossa missão é auxiliar empresas de todos os portes e segmentos a atingirem suas metas de descarbonização, em linha com a urgência que o tema exige para frear o aquecimento global”, afirma Cotugno.

“Oferecemos aos nossos clientes soluções tecnológicas que garantem uma gestão inteligente e sustentável do consumo energético, possibilitando o controle de custos, previsibilidade e redução de impactos ambientais”, conclui.

“Este é mais um avanço importante na agenda ESG do Itaú Unibanco, relacionado, principalmente, ao nosso compromisso Net-Zero. Para além de questões econômicas, a parceria Itaú e Enel promove impacto positivo para o meio ambiente, além de reforçar a importância do uso de energia renovável no Brasil”, comenta Luciana Nicola, diretora de Relações Institucionais e Sustentabilidade do Itaú Unibanco.

O projeto de geração distribuída reafirma o compromisso sustentável de ambas as empresas, uma vez que evitará a emissão anual de cerca de 10 mil toneladas de CO².

As usinas solares de geração distribuída serão instaladas pela Enel X nas localidades do Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Ceará, Pará, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Mato Grosso e Distrito Federal. Ao todo, serão mais de 75 mil painéis solares instalados e a previsão é que as usinas iniciem as operações em cerca de 12 meses.

Por meio da Enel Trading, comercializadora de energia da Enel no mercado livre, o Itaú também firmou contratos de compra de energia elétrica com duração de 8 anos e quase 1 TWh de energia comercializada.

E muito mais…

A Enel X também irá realizar consultoria e obras de infraestrutura em mais de 450 agências do Itaú para adequação ao mercado livre de energia, seguindo os prazos regulatórios, com foco na redução dos custos e na gestão inteligente de energia.

Além disso, também atuará na coordenação do uso de energia no mercado livre de outras 564 unidades.

“O acordo com a Enel nos possibilitará avançar de forma significativa no trabalho que temos conduzido para ampliar o uso de fontes renováveis em nossas instalações. Levaremos o uso de energia solar para um novo patamar no mercado brasileiro”, afirma Francisco Vieira, diretor de Operações e Infraestrutura de Agências do Itaú Unibanco.

“Iniciativas como essa têm duas finalidades claras: a primeira é a eficiência econômica, pois nos garante maior previsibilidade nos custos de energia, ao evitar oscilações tarifárias, mas o principal objetivo é atender o compromisso que o Itaú tem com a sustentabilidade”, completa Claudio Arromatte, diretor de Patrimônio e Compras do Itaú Unibanco.

Conteúdos para Mercado Livre de Energia

Certificação de Empresas com Iniciativas de Sustentabilidade: saiba como obtê-la com as práticas presentes na agenda ESG
Energia para empresas: aumente a lucratividade do seu mercado ao reduzir a sua conta de luz
Saiba como funciona a compra e venda de energia em uma comercializadora de energia